Financiamento de Energia Solar: Saiba Como Pagar Por Seu Sistema Fotovoltaico

November 8, 2017

De acordo com os dados da 3° Pesquisa sobre o Mercado Fotovoltaico (1) realizada pela GREENER, apenas entre os meses de Junho/2016 e de Junho/2017, os sistemas fotovoltaicos de até 5 MWp tiveram uma redução de 24,72% em seus preços. Apenas no 1° semestre deste ano, a queda representa 13,87% no valor médio de venda dos sistemas fotovoltaicos para o consumidor final.

 

 

O aumento no rendimento no processo produtivo, a difusão da tecnologia e uma maior eficiência de conversão, fizeram com que os custos dos sistemas fotovoltaicos caíssem muito ao longo dos últimos anos. Mas por se tratar de um investimento à médio/longo prazo, os sistemas fotovoltaicos ainda são considerados caros por muitos brasileiros.

 

Frente a este empecilho, surgem alternativas nas formas de pagamento como, descontos à vista, consórcios e parcelamentos sem juros pelas empresas distribuidoras de produtos. Mas hoje, vamos falar sobre os financiamentos solares, que devem ser considerados como opção pelos os que pretendem possuir maior autonomia quanto a sua forma de consumo de energia elétrica.

 

Os financiamentos solares ajudam a reduzir a necessidade de um investimento inicial e possibilita que o cliente investidor (sim, sistemas fotovoltaicos são investimentos!) possa pagar as parcelas do financiamento com a economia gerada pelo sistema fotovoltaico. Assim, com o intuito de informar a nossos leitores sobre as linhas de financiamento disponíveis no mercado, separei 18 delas, onde qualquer pessoa de qualquer região, vai encontrar uma que se encaixe melhor no seu perfil.

 

O que é?

Oferece uma linha de crédito especialmente planejada para o financiamento de sistemas de micro e minigeração distribuída de energia por fontes renováveis, para consumo próprio dos empreendimentos.

 

Regiões atendidas

Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas, Maranhão, Piauí, Sergipe, Bahia, Norte do Espirito Santo e Norte de Minas Gerais.

 

O que é financiado?

Todos os componentes dos sistemas de micro e minigeração de energia elétrica fotovoltaica, bem como sua instalação. Também abrange energia eólica, de biomassa e pequenas centrais hidroelétricas (PCH).

 

Público-alvo

Todos os portes de empresas industriais, agroindustriais, comerciais e de prestação de serviços, produtores rurais e empresas rurais, cooperativas e associações legalmente constituídas.

 

Taxas/Juros

A taxa de juros varia entre 6,6% e 10,14% ao ano, variando de acordo com o porte do cliente.

 

 

Prazo e Carência

Até 12 anos, com carência de 6 meses a 1 ano.

 

Como solicitar?

Para solicitar um financiamento solar junto ao FNE Sol do Banco do Nordeste, é necessário que o cliente tenha em mãos o projeto ou orçamento do seu sistema de micro ou minigeração. Para isso procure uma empresa especializada em energias renováveis e de confiança.

Depois o cliente deve procurar uma agência do BNB de sua preferência e fazer um cadastramento e negociação do financiamento. Na negociação da proposta, o gerente deverá buscar compatibilizar o valor das parcelas com a economia esperada na conta de energia do cliente, e compatibilizar também o período de carência com o tempo necessário para ativação do sistema de compensação pela concessionária. A proposta é submetida ao comitê de crédito e depois de aprovada, o contrato de financiamento deverá ser assinado pelas partes envolvidas. Feito isso o cliente juntamente com a empresa contratada responsável pelo sistema, deveram submeter o projeto à concessionária para obtenção do parecer de acesso.

O BNB inicia o desembolso do recurso em 3 etapas: 70% na entrega dos equipamentos no endereço do cliente, 15% quando concluída a instalação do sistema e 15% quando concluído o processo de ativação do sistema de compensação pela concessionária.

Com o sistema funcionando e terminado o período de carência, o cliente passa a pagar as prestações mensais negociadas até a quitação do financiamento, gerando economia e contribuindo para um amanhã mais limpo.

 

Limites de financiamento

Até 100% do investimento, dependendo do porte do cliente, localização e garantias.

 

Garantias

As garantias serão, cumulativa ou alternativamente: hipoteca, alienação fiduciária, fiança ou aval.

 

O Banco do Nordeste disponibiliza a Cartilha: Financiamento à micro e minigeração distribuída de energia elétrica, onde explica todo o processo bem detalhado (2).

 

O que é?

Com o Santander Financiamento, pessoas e empresas, correntistas ou não, podem parcelar em até cinco anos a instalação de painéis solares e toda a estrutura necessária para a geração de energia limpa. A linha de financiamento de equipamentos fotovoltaicos é a CDC Eficiência Energética de Equipamentos. O banco também incentiva outras ações sustentáveis através de outras linhas de financiamento.

 

Regiões atendidas

Todas as cidades que possuírem uma agência do Banco Santander.

 

O que é financiado?

Financia a compra de equipamentos e serviços que utilizem energias renováveis, como a energia solar fotovoltaica e eólica.

 

Público-alvo

Pessoas físicas e jurídicas. Não é necessário possuir conta no Banco.

 

Taxas/Juros

As Taxas/Juros podem variar de empresa para empresa (empresas de energias renováveis fazem parcerias como Banco Santander para obter condições diferenciadas a seus clientes). No mercado são praticados juros de 1,45% a.m a 3,91% a.m, dependendo da quantidade de parcelas.

 

Prazo e Carência

Até 36 meses. Algumas empresas possuem prazos de até 60 meses.

A carência varia entre 30 a 60 dias.

 

Como solicitar?

O Banco Santander possui parceria com diversas empresas e distribuidoras de equipamentos fotovoltaicos. Converse com uma empresa de seu interesse e veja quais os procedimentos que devem ser seguidos. Ou procure uma das agências do Banco Santander.

 

Limites de financiamento

É possível financiar até 100% dos equipamentos.

 

O que é?

O Sicredi possui uma linha de crédito específica para energia solar. Também possui um consórcio sustentável (3).

 

Regiões atendidas

Todas as cidades que possuam agência do Banco Sicredi.

 

O que é financiado?

É possível financiar diversos recursos necessários à instalação de tecnologia de energia solar para geração de energia elétrica, como sistemas de montagem, inversores e módulos solares.

 

Público-alvo

Pessoas físicas e jurídicas que estejam associadas ao Sicredi e que queiram comprar produtos capazes de gerar energia elétrica por meio da fonte solar.

 

Taxas/Juros

As taxas de juros variam entre 1% e 3% ao mês, condicionadas a análises de crédito.

 

Prazo e Carência

O prazo de pagamento é de até 60 meses.

 

Como solicitar?

Procure uma agência Sicredi para informações sobre contratação.

 

Limites de financiamento

Até 100% dos itens financiáveis.

 

O que é?

O Banco da Amazônia possui a linha de financiamento Pronaf Eco que atende as famílias cadastradas no PRONAF (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) (4). Este Programa financia projetos individuais ou coletivos que gerem renda aos agricultores familiares.

 

Regiões atendidas

O Banco da Amazônia atende a região Norte do País.

 

O que é financiado?

Tecnologias de energia renovável, como a fotovoltaica. Além de outras fontes renováveis e outros projetos ambientais e energéticos.

 

Público-alvo

Agricultores familiares enquadrados no PRONAF.

 

Taxas/Juros

As taxas variam de 2,5% a 5,5% a.a conforme enquadramento nas atividades que são financiadas pela linha.

 

Prazo e Carência

Prazo de até 10 anos, inclusos até 3 anos de carência.

 

Como solicitar?

O cliente interessado em gerar sua própria energia deve procurar uma empresa especializada para orçamento e elaboração do projeto técnico. Com o mesmo em mãos, o interessado deve dirigir-se à instituição financeira credenciada de sua preferência, no caso o Banco da Amazônia é uma das instituições que oferece essa linha, para obtenção de informações sobre a documentação necessária à negociação da operação, que será analisada com base em projeto técnico a ser apresentado, além de Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), fornecida por agente credenciado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário.

 

Limites de financiamento

Pode chegar até R$ 165 mil reais.

 

O que é?

O Banco da Amazônia também possui a linha de crédito FNO. O Programa FNO Amazônia Sustentável visa contribuir para o desenvolvimento econômico e social da Região Norte pautado em bases sustentáveis, apoiando empreendimentos não rurais, a partir da concessão de financiamentos adequados às reais necessidades dos setores produtivos.

 

Regiões atendidas

Região Norte.

 

O que é financiado?

Poderão ser financiados todos os itens necessários à implementação do plano ou projeto, inclusive seguro nos primeiros dois anos do projeto e despesas com frete.

 

Público-alvo

Agroindústrias, indústrias, setor de turismo, comércio, prestadores de serviço, empresas produtoras de bens exclusivos para exportação, infraestrutura não governamental e empreendimentos culturais.

 

Taxas/Juros

A partir de 9,5% a.a.

 

Prazo e Carência

Prazos de até 12 anos com carência de até 4 anos.

 

Como solicitar?

É necessário que o interessado seja correntista do banco. Para solicitar o financiamento, o mesmo deve dirigir-se a uma agência do Banco para obter maiores informações.

 

Limites de financiamento

Até 60% do projeto.

 

O que é?

Assim como o Banco da Amazônia, o Banco do Brasil também oferece a linha de crédito PRONAF que utiliza recursos do BNDES.

 

Regiões atendidas

Todas as regiões.

 

O que é financiado?

Projetos de investimentos que visem implantar tecnologias de energia renovável, como o uso da energia solar. Também pode ser financiado outras atividades de cunho ambiental, silvicultura, adequação do solo. Na página do BNDES está disposta uma lista de todos os itens financiáveis pelo PRONAF.

 

Público-alvo

A linha financia agricultores e produtores rurais familiares (pessoas físicas) que queiram investir na utilização de tecnologias de energia renovável, tecnologias ambientais, armazenamento hídrico, aproveitamento hidro energético, silvicultura e práticas de correção do solo.

 

Taxas/Juros

5,5% ao ano para silvicultura e investimentos para implantação das culturas do dendê ou da seringueira.

2,5% ao ano para demais finalidades.

 

Prazo e Carência

Prazo de até 12 anos, com até 8 anos de carência, dependendo do empreendimento financiado.

 

Como solicitar?

O cliente interessado em gerar sua própria energia deve procurar uma empresa especializada para orçamento e elaboração do projeto técnico. Com o mesmo em mãos o interessado deve dirigir-se à instituição financeira credenciada de sua preferência, no caso o Banco do Brasil é uma das instituições que oferece essa linha, para obtenção de informações sobre a documentação necessária à negociação da operação, que será analisada com base em projeto técnico a ser apresentado, além de Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), fornecida por agente credenciado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário.

 

Limites de financiamento

Até 100% do valor dos itens financiáveis.

 

Garantias

As garantias serão definidas pela instituição financeira credenciada, observadas as normas pertinentes do Banco Central do Brasil.

 

O que é?

O Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste foi criado pela Lei nº 7.827 em 1989, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento econômico e social da região Centro-Oeste.

O FCO é dividido em empresarial e rural. Recentemente anunciado para pessoas físicas (veja a seção Fundos Constitucionais de Financiamento no final deste post).

 

Regiões atendidas

Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

 

O que é financiado?

Dentre as prioridades de financiamento do FCO estão projetos que utilizem fontes alternativas de energia, que contribuam para a diversificação da base energética regional.

 

Público-alvo

FCO Empresarial: Pessoas jurídicas das áreas produtivas agroindustrial, turismo, industrial, mineral, infraestrutura, comercial, ciências, serviços, tecnologia e inovação.

FCO Rural: Tem como público-alvo produtores rurais, pessoas físicas e jurídicas, cooperativas e associações que estejam relacionadas ao setor rural.

 

 

Taxas/Juros

 

Prazo e Carência

Os prazos podem chegar até 20 anos. O FCO empresarial possui carência de 3 meses a 5 anos.

 

Como solicitar?

O primeiro passo é dirigir-se a uma agência do Banco do Brasil para consultar se o projeto se enquadra nas atividades do fundo.

É importante saber que para ter acesso ao FCO, é necessário ter uma conta no banco representante, no caso uma conta no Banco do Brasil.

Depois de uma análise realizada pela instituição bancária, o seu gerente irá lhe informar todos os documentos necessários e definirá o limite do valor a ser liberado.

Definido isso e formalizado a proposta pelo banco, o cliente apresentará o projeto técnico.

 

Limites de financiamento

O teto de financiamento com recursos do fundo é de R$ 10 milhões, porém se o empreendimento for considerado de grande importância para a comunidade, o valor pode chegar a R$ 100 milhões (com exceção do setor comercial e de serviços).

 

Garantias

A serem definidas caso a caso.

 

O que é?

O Banco do Brasil possui a linha de financiamento BB Crédito Material Construção para pessoa física que tiver interesse em adaptar um sistema alternativo de geração de energia.

 

Regiões atendidas

Todas as regiões.

 

O que é financiado?

Com o cartão, além de comprar os materiais de construção mais comuns (tijolos, esquadrias, pisos, telhas e tintas), você poderá adquirir equipamentos de energia solar fotovoltaica.

 

Público-alvo

Pessoas físicas que desejam gerar sua própria energia que sejam correntistas do Banco do Brasil.

 

Taxas/Juros

Taxas de 1,53% a 2,02% ao mês.

 

Prazo e Carência

Para compra de equipamentos em estabelecimentos conveniados com o Banco do Brasil, o prazo é de até 54 meses com carência de 180 dias. Para estabelecimentos não conveniados, o prazo é de até 48 meses com carência de 59 dias.

 

Limites de financiamento

Para compras em estabelecimentos comerciais parceiros do Banco do Brasil o valor máximo é de até R$ 50 mil reais. Nos demais estabelecimentos, o valor é de até R$ 10 mil.

 

O que é?

O Banco do Brasil também possui a linha de crédito Inovagro, que utiliza recursos do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES). O Inovagro investe em inovação tecnológica no setor rural visando aumento de produtividade e aumento da competitividade dos produtores rurais no mercado.

 

Regiões atendidas

Todas as regiões que possuam Banco do Brasil.

 

O que é financiado?

Implantação de sistemas para geração e distribuição de energia alternativa à eletricidade convencional para consumo próprio, como a energia solar, observado que o projeto deve ser compatível com a necessidade de demanda energética da atividade produtiva instalada na propriedade rural. Outras fontes renováveis também estão inclusas, além de outros itens.

 

Público-alvo

Produtores rurais (pessoa física e jurídica) e cooperativas.

 

Taxas/Juros

Taxas de 6,5% a.a.

 

Prazo e Carência

Até 10 anos, com até 3 anos de carência.

 

Como solicitar?

Procure uma instituição financeira credenciada ao BNDES, no caso o Banco do Brasil, que informará a documentação necessária, a possibilidade de concessão e negociará as garantias. Ou se o cliente for micro, pequeno ou médio empresário, pode solicitar diretamente pelo Canal do Desenvolvedor MPME (5).

 

Limites de financiamento

Para empreendimento individual, até R$ 1,1 milhão de reais. Para empreendimentos coletivos, como cooperativas, até R$ 3,3 milhões de reais.

 

Garantias

No financiamento de máquinas e equipamentos isolados, deve ser constituída a propriedade fiduciária ou o penhor sobre os bens objeto do financiamento, a ser mantido até final liquidação do contrato.

No financiamento de projetos, as garantias ficarão a critério da instituição financeira credenciada, no caso o Banco do Brasil.

 

O Banco do Brasil disponibiliza um simulador do financiamento.

 

O que é?

PROGER é um programa do Governo Federal para promover a geração de renda através de linhas de crédito com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

 

Regiões atendidas

Todas as regiões que possuam Banco do Brasil.

 

O que é financiado?

Com o PROGER Urbano Empresarial, empresas podem financiar a reforma de instalações ou compra de equipamentos e veículos. Dentre estes equipamentos estão os da energia solar fotovoltaica. Os projetos de investimento devem proporcionar geração ou manutenção de emprego e renda.

 

Público-alvo

Empresas de micro, pequeno e médio porte que possuam faturamento bruto de até R$ 10 milhões de reais por ano.

 

Taxas/Juros

As taxas de juros variam bastante de acordo com o relacionamento que o cliente possuir com o banco. Em geral as taxas ficam em torno de TJLP (taxa de juros ao longo prazo) +5,15% a.a.

 

Prazo e Carência

Prazo de até 72 meses e carência de até 12 meses.

 

Como solicitar?

O cliente interessado deve procurar sua agência do Banco do Brasil e se informar a respeito da documentação necessária.

 

O Banco do Brasil possui um simulador do financiamento.

 

Limites de financiamento

Financiamento de até 80% de seu projeto e valor máximo de até R$ 1 milhão de reais.

 

Garantias

Utilização de fundo garantidor (FAMPE) para garantir parte do financiamento e ter acesso a taxas diferenciadas.

 

O que é?

O BNDES possui a linha Finame BK Aquisição, que financia para aquisição e comercialização uma série de itens, incluso sistemas fotovoltaicos.

É importante ressaltar que para serem financiados pela linha, esses itens devem ser credenciados no BNDES, que somente aprova o financiamento de equipamentos que possuam o código Finame do sistema fotovoltaico.

 

Regiões atendidas

Todas as regiões.

 

O que é financiado?

O financiamento pode ser destinado à aquisição do bem pelo comprador ou à comercialização do bem pelo fabricante. São financiáveis vários itens, dentre eles equipamentos para instalação de sistemas fotovoltaicos.

 

Público-alvo

Empresas sediadas no Brasil, administração pública, empresários individuais e microempreendedores, produtores rurais (pessoa física), fundações, associações, sindicatos, cooperativas, condomínios, clubes e transportadoras.

 

Taxas/Juros

Custo financeiro TJLP (7% a.a) + Taxa BNDES (1,6% a.a para micro, pequenas e medias empresas e 2% a.a para as demais) + Taxa do agente financeiro que deverá ser negociada entre cliente e banco.

 

Prazo e Carência

Até 10 anos, com carência de até 2 anos.

 

Como solicitar?

Se o cliente for micro pequeno ou médio empresário, pode enviar uma solicitação pelo canal do desenvolvedor MPME. Ou pode dirigir-se a uma instituição financeira credenciada (6), com o orçamento do sistema fotovoltaico em mãos. O banco informará a documentação necessária, analisará a possibilidade de concessão e negociará as garantias. Depois de aprovada, o banco encaminhará a documentação do financiamento para homologação e liberação dos recursos pelo BNDES.

A lista de fornecedores cadastrados no BNDES pode ser consultada por esse link.

 

Limites de financiamento

Máquinas e equipamentos eficientes podem ter até 80% do seu valor financiado.

 

Garantias

Negociadas entre a instituição financeira credenciada e o cliente.

 

O BNDES disponibiliza um simulador do financiamento em sua página.

 

O que é?

O BNDES também possui a linha de financiamento FINEM- Geração de Energia, que visa a expansão e modernização da infraestrutura de geração de energia a partir de fontes renováveis no Brasil.

 

Regiões atendidas

Todas as regiões.

 

O que é financiado?

São financiáveis itens como: estudos e projetos, obras civis, instalações, móveis, utensílios, máquinas e equipamentos importados sem similar no Brasil, entre outros.

 

Público-alvo

Empresas brasileiras, entidades e órgãos públicos.

 

Taxas/Juros

Para solicitação de empresas feita diretamente ao BNDES a taxa de juros é composta por:

Taxa de juros= Custo financeiro TJLP (7% a.a) + remuneração do BNDES (1,7% a.a) + Taxa de risco de crédito (varia conforme risco do cliente e prazos).

 

Para solicitação feita por estados, municípios e Distrito Federal diretamente ao BNDES a taxa de juros é composta por:

Taxa de juros= Custo financeiro TJLP (7% a.a.) + Remuneração do BNDES (1,7% a.a.) + Taxa de risco de crédito (0,1% a.a com garantia da União ou 1% a.a sem garantia da união).

 

Para solicitação feita por intermédio de instituições financeiras credenciadas pelo BNDES, a taxa de juros é composta por:

Taxa de juros= Custo financeiro TJLP (7% a.a.) + Taxa do BNDES (1,93% a.a) + Taxa do agente financeiro (negociada entre a instituição e o cliente).

 

Prazo e Carência

Até 20 anos, com carência de até 6 meses após entrada do projeto em operação comercial.

 

Como solicitar?

Para solicitação direta ao BNDES, deve-se enviar uma solicitação de financiamento através do sistema de consulta prévia eletrônica.

Ou pode dirigir-se a uma instituição financeira credenciada, com o orçamento do sistema fotovoltaico em mãos.

 

Limites de financiamento

O BNDES FINEM financia até 80% do valor total do projeto. O valor do crédito será determinado conforme capacidade de pagamento do projeto.

 

Garantias

Para apoio direto: garantias reais (tais como hipoteca, penhor, propriedade fiduciária, recebíveis, etc) e/ou pessoais (tais como fiança ou aval), definidas na análise da operação.

Para apoio indireto: negociadas entre a instituição financeira credenciada e o cliente.

 

O que é?

Cartão disponibilizado para financiar os investimentos de micro, pequenas e médias empresas.

 

Regiões atendidas

Todas as regiões.

 

O que é financiado?

Além de todos os produtos que constam no catálogo de produtos (7), poderão ser financiados equipamentos para sistemas solares fotovoltaicos.

 

Público-alvo

Micro, pequenas e médias empresas (com faturamento bruto anual de até R$ 90 milhões), sediadas no País, que exerçam atividade econômica compatíveis com as Políticas Operacionais e de Crédito do BNDES e que estejam em dia com o FGTS, RAIS e tributos federais.

 

Taxas/Juros

Taxas de 1,35% ao mês.

 

Prazo e Carência

Financiamento automático em até 48 meses.

 

Como solicitar?

É possível solicitar o Cartão BNDES pela internet. O solicitante do cartão deverá abrir ou ser correntista em um dos bancos emissores (Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Banrisul, Bradesco, BRDE, Santander, Itaú, Caixa Econômica, Sicoob e Sicredi). É possível solicitar um cartão BNDES em cada banco emissor.

 

Limites de financiamento

O limite de crédito de cada cartão é definido pelo banco emissor.

 

Depois de cadastrado, é possível realizar uma simulação antes da compra.

 

O que é?

O Construcard é uma linha de crédito para compra de material de construção em lojas credenciadas pela Caixa. Ao contratar o financiamento, o cliente recebe um cartão e tem até seis meses para usá-lo.

 

Regiões atendidas

Todas as regiões que possuam Agência da Caixa econômica.

 

O que é financiado?

Com o cartão, você pode comprar, além de materiais de construção mais comuns, aquecedores solares, aerogeradores e equipamentos de energia fotovoltaica.

 

Público-alvo

Pessoa física e correntista da Caixa Econômica. 

 

Taxas/Juros

Dependendo do cliente, a taxa de juros pode variar de 1,96% a 2,50% ao mês.

 

Prazo e Carência

Prazos de até 240 meses. Carência de 2 a 6 meses pagando juros referente ao valor já utilizado no cartão.

 

Como solicitar?

O cliente interessado deve dirigir-se até uma agência da Caixa e se informar sobre os documentos necessários. Feito isso, deve apresentar a documentação ao banco e será realizado uma pesquisa cadastral e análise de risco de crédito. Após aprovação do financiamento, será assinado o contrato e o cliente já terá acesso ao cartão Construcard. O cartão deve ser desbloqueado.

 

Limites de financiamento

Até 100% do valor dos itens financiáveis, desde que esse limite esteja dentro de R$ 180 mil reais.

 

Garantias

Aval, alienação fiduciária de bem móvel, caução de depósito/aplicação financeira ou alienação fiduciária de bem imóvel.

 

O que é?

Linha de crédito de investimento com recursos do BNDES destinada a apoiar investimentos necessários à incorporação de inovação tecnológica nas propriedades rurais.

 

Regiões atendidas

Todas as regiões.

 

O que é financiado?

Implantação de sistemas para geração e distribuição de energia alternativa à eletricidade convencional, para consumo próprio, como a energia solar, observado que o projeto deve ser compatível com a necessidade de demanda energética da atividade produtiva instalada na propriedade rural. Outras fontes renováveis também estão inclusas, além de outros itens.

 

Público-alvo

Produtores rurais (pessoa física e jurídica) e cooperativas.

 

Taxas/Juros

6,5% ao ano.

 

Prazo e Carência

Prazo de até 120 meses, incluída a carência de até 36 meses.

 

Como solicitar?

Procure uma instituição financeira credenciada ao BNDES, no caso a Caixa Econômica Federal, que informará a documentação necessária, a possibilidade de concessão e negociará as garantias. Ou se o cliente for micro, pequeno ou médio empresário, pode solicitar diretamente pelo Canal do Desenvolvedor MPME.

 

Limites de financiamento

Empreendimento individual: R$ 1,1 milhão por cliente. Empreendimento coletivo: R$ 3,3 milhões.

 

Garantias

Propriedade fiduciária ou o penhor sobre os bens objeto do financiamento, a ser mantido até final liquidação do contrato.

 

O que é?

O PROGER InvestGiro Turismo é uma linha de crédito especial para as empresas de turismo.

 

Regiões atendidas

Todas as regiões.

 

O que é financiado?

Investimento fixo com ou sem capital de giro, destinado às empresas produtivas do setor de turismo, em projetos que proporcionem a geração de emprego e renda, incluindo projetos de energia solar fotovoltaica.

 

Público-alvo

Destinado a pessoas jurídicas, da cadeia produtiva do setor de turismo, com faturamento bruto anual de até R$7,5 milhões.

 

Taxas/Juros

TJLP + 5% ao ano.

 

Prazo e Carência

Prazo de até 120 meses para pagar, com carência de até 30 meses.

 

Como solicitar?

Primeiro entre em contato com seu gerente para se assegurar que seu projeto está incluso nos itens financiáveis e informe-se sobre a documentação exigida. Depois entre em contato com uma empresa especializada em energias renováveis e peça um orçamento. Com uma proposta em mãos, apresente a documentação exigida pela Caixa. A Caixa irá analisar a viabilidade da proposta e as garantias oferecidas. Por fim é só assinar o contrato para serem liberados os recursos.

 

Limites de financiamento

Poderá ser financiado até 100% do valor do projeto. O crédito é limitado a R$ 600 mil, e a operação está sujeita à aprovação de crédito e disponibilidade de recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

 

Garantias

Hipoteca, alienação fiduciária, fiança ou aval.

 

O Banco da Amazônia também oferece o PROGER turismo.

 

O que é?

Por meio do Programa BRDE Energia, o Banco apoia investimentos no segmento de geração de energia limpa e renovável, com o incremento das fontes alternativas de energia como eólica, solar, biomassa e também microgeração distribuída.

 

Regiões atendidas

Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

 

O que é financiado?

Projetos de eficiência energética e energias renováveis.

 

Público-alvo

 Empresas, cooperativas e produtores rurais com atuação na região Sul do país.

 

Taxas/Juros

A taxa de juros padrão é de TJLP+ 6% ao ano.

 

Prazo e Carência

O prazo varia entre 8 e 10 anos.

 

Como solicitar?

Para solicitar o interessado deve entrar em contato com o banco e se informar sobre a documentação exigida e se seu projeto se encaixa na linha.

 

Limites de financiamento

Dependendo do porte da empresa, será financiado até 100% do projeto.

 

O que é?

Agência de Desenvolvimento Paulista é uma instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo que oferece linhas de financiamentos para pequenas e médias empresas localizadas no estado. A linha Economia Verde financia projetos sustentáveis que promovam a redução de emissões de gases de efeito estufa e que minimizem o impacto da atividade produtiva no meio ambiente.

 

Regiões atendidas

Estado de São Paulo.

 

O que é financiado?

Compra e instalação de equipamentos para produção de energia renovável: placas solares, aerogeradores, caldeiras a biomassa, equipamentos para pequena central hidrelétrica, biogás de aterro e outros. Além de outros itens envolvendo eficiência energética e sustentabilidade.

 

Público-alvo

Pequenas e médias empresas localizadas no estado de São Paulo.

 

Taxas/Juros

A partir de 0,53% ao mês.

 

Prazo e Carência

Prazo de até 120 meses com carência de até 24 meses.

 

Como solicitar?

A solicitação é feita pela internet através do link. Por meio de um cadastro no Solicitações Online, o interessado solicita o financiamento de acordo com sua necessidade sem intermédios e sem precisar abrir uma conta bancária. Todo o fornecimento da documentação e acompanhamento da análise de crédito é feita pela internet.

 

Limites de financiamento

Até 100% do valor dos itens financiáveis.

 

Garantias

Através de fundos garantidores (FDA, FAMPE, FGI e FGO).

A Agência de Desenvolvimento Paulista oferece um simulador de financiamento.

 

O que é?

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), através do Fundo Clima, passará a oferecer financiamento para pessoas físicas que se interessarem em investir em energia solar.

 

Regiões atendidas

Todas as regiões

 

O que é financiado?

Podem ser financiados os seguintes itens, desde que novos e nacionais, cadastrados e habilitados para o subprograma no Credenciamento de Fornecedores Informatizados - CFI do BNDES: máquinas e equipamentos cadastrados no Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) ou com o selo Procel (considerando os itens para os quais o PBE fornece a certificação de eficiência energética, serão aceitos apenas os de classificação A ou B); sistemas geradores fotovoltaicos, aerogeradores até 100kW, motores movidos a biogás, inversores ou conversores de frequência e coletores/aquecedores solares; ônibus e caminhões elétricos, híbridos e outros modelos com tração elétrica; e ônibus movidos a etanol.

 

Público-alvo

Pessoas físicas e jurídicas 

 

Taxas/Juros

A taxa final para o consumidor será de: renda anual de até R$ 90 milhões, juros de 4,03% a.a e para rendas acima de R$ 90 milhões, juros de 4,55% a.a.

 

Prazo e Carência

O Programa possui carência de 3 a 24 meses e um prazo máximo de pagamento de 144 meses. O incentivo é apenas até 28 de dezembro de 2018. Então os interessados devem aproveitar o momento para investir em seu gerador solar.

 

Como solicitar?

Os interessados devem procurar bancos público e pedir pela linha.

 

Limites de financiamento

O Fundo Clima limita em 80% os itens financiáveis. Tanto para pessoas físicas quanto jurídicas (empresas, prefeituras, governos estaduais e produtores rurais).

 

O que é?

Recentemente o governo anunciou a liberação de R$ 3,2 bilhões de reais para Fundos Constitucionais de Financiamento (como por exemplo o FCO) das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Apesar destes fundos já existirem, antes eram restritos a industrias e produtores rurais. Com a nova decisão pessoas físicas poderão solicitar o crédito em bancos públicos.

 

Regiões atendidas

Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

 

Público-alvo

Pessoas físicas

 

Taxas/Juros e prazos

Para pessoas físicas  da região Nordeste, o Banco do Nordeste terá juros anuais de 6,24% e 12 anos para pagamento do financiamento, incluindo 4 anos de carência. O Banco da Amazônia, que atende a região Norte, trabalhará com taxas anuais de 6,24% e com prazo de pagamento de 36 meses, com 2 anos de carência. Na região Centro-Oeste, o Banco do Brasil terá taxa de 7,33% ao ano e 2 anos para quitação do financiamento, com 6 meses de carência.

 

 

 

Para facilitar ainda mais a sua pesquisa, dividimos as linhas de financiamento encontradas neste artigo em pessoa física e pessoa jurídica.

 

Existem diversas opções de financiamento no mercado, e muitas ainda virão. A escolha da melhor linha de financiamento, depende muito do seu perfil e do sistema fotovoltaico que você deseja instalar.

 

Muitos bancos oferecem mais de uma linha de financiamento onde é possível financiar um sistema solar fotovoltaico e também muitas linhas de financiamento são oferecidas por diversos bancos, como é o caso do PRONAF.

 

É importante lembrar que na maioria das linhas o cliente está sujeito à aprovação cadastral e de crédito. Ressaltamos também que as condições de financiamento estão sempre sujeitas a mudanças sem aviso prévio e normalmente variam de caso a caso conforme a avaliação de crédito do solicitante.

 

E você, tem interesse em instalar um sistema fotovoltaico, mas não sabe qual a melhor opção? Deixe um comentário e lhe indicaremos nossa sugestão.

 

 

 

Fontes e Links de interesse:

(1)Greener

(2) Banco do Nordeste

(3) Consórcio Sicredi

(4) Banco Nacional do Desenvolvimento- Pronaf

(5) Canal MPME 

(6) Instituições credenciadas no BNDES

(7) Catálogo de Produtos financiados pelos Cartão BNDES

 

 

Se quiser receber mais conteúdos exclusivos sobre energias renováveis e eficiência energética, cadastre-se em nossa lista de email!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Post em destaque

É possível zerar minha conta de energia?

September 18, 2018

1/10
Please reload

Posts recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procure por tag